25 maio, 2010

QUANDO EU NÃO ESTIVER MAIS POR AQUI

Olá!

Gente, há pouco estive visitando blogs de amigos. Vida de blogueiro(a), sabe como é. Ok.  Mas acho que acabei sendo teleguiada pelas forças do "blogus" e dei de cara com uma poesia, tão linda, mas tão linda, que quase desabei!!!  Verdade. Ah, não deu outra, já pedi autorização e estou publicando ela aqui pra vocês lerem.  Os versos são tocantes e comoventes. O nome do autor é James Pizarro.  Ele tem um blog recheado de coisas interessantes e articuladas. Vale a visita.















QUANDO EU NÃO ESTIVER MAIS POR AQUI...

A ilha é linda.
A ilha é mágica.
Mas nestes dias sem sol a gente fica soturno.
Sombrio por dentro.
Bate uma saudade do meu pai morto.
Que se faz mais vivo do que nunca.
Bate uma saudade dos barrancos da Silva Jardim.
Onde fui guri.
E sonhei ser desenhista.
E clarinetista de banda de jazz.
E acabei fazendo tudo pelo avesso.
Embora tenha me realizado na plenitude como professor.
Não saberia fazer melhor outra coisa do que falar.
Passar adiante conhecimentos.
Mas bate uma saudade dos meus tempos de guri mesmo.
Quando eu acreditava em bruxas.
E pensava que meu pai era imortal.
Hoje - perplexo diante da velhice -
Sinto o tempo encurtar.
E bate até uma saudade de tudo que me cerca hoje.
E uma inveja do tempo futuro.
Quando não estarei mais por aqui...


Créditos:
AUTOR : James Pizarro - Link para o post aqui

Enjoy
Beijos. Fui.
Postar um comentário