14 setembro, 2010

RECEITINHA BÁSICA

Olá!

Amanheceu uma ventania, mas parou de chover. Segue frio por aqui. Gente, vocês são demais, deixam cada comentário que é um arraso. Fico boba com o carinho de vocês e sinceramente, a minha vontade é de responder a cada um em particular, de me dedicar mais. O problema é que eu ficaria sem tempo pra tocar a minha vida. E ainda por cima, essa conexão-tartaruga-cansada está cada vez pior! Caracas, não sei o que há, antes era ótima, ultrarápida, agora toda hora cai. Aff. Parece que a internet está mesmo a fim de me sacanear. Ainda bem que os comentários de vocês são uma verdadeira injeção de ânimo!! ;)) Muitissimo obrigada.

Calma, estou falando baixinho porque a conexão voltou e não quero que ela fuja. Tenho aqui pra você uns comprimidos de sabedoria que também são muito bons pra manter a nossa vitalidade. A receita é de Chico Xavier. Considero ele um homem incomum. Alguém que durante o tempo em que viveu nunca prejudicou nossos neurônios com paliativos.
"A gente pode morar numa casa mais ou menos, numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, e até ter um governo mais ou menos. A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro. A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos. Tudo bem.
O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum, é amar mais ou menos, é sonhar mais ou menos, é ser amigo mais ou menos, é namorar mais ou menos, é ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos. Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos." 
Beijos
Postar um comentário