20 setembro, 2010

DIA DO GAÚCHO

Olá, hoje, dia 20 de setembro, comemoramos o Dia do Gaúcho.

Um baita abraço, tchê, bem apertado, em toda a gauchada buena que anda campereando por esses pagos aqui da Blogosfera!!!

Gente, com licença, hoje quero falar um pouquinho de nós. Na Semana Farroupilha, ou semana do Gaúcho, que vai de 14 a 20 de setembro, temos nossas comemorações tradicionais. Comemoramos nas escolas, nas empresas e nas repartições públicas. Em todas as camadas sociais. Durante esse período, as pessoas costumam trabalhar usando as roupas típicas e as crianças também vão à aula pilchadas. É um orgulho para nós. Acreditamos muito nas crianças. Elas são incentivadas a participar, inclusive no desfile, para que a nossa tradição nunca seja esquecida.

O encerramento dos festejos acontece no dia 20 de setembro. É o ponto culminante da festa. Tem sempre um belo desfile, que com suas alegorias, conta a história do Rio Grande do Sul. Vem muita gente de todos os cantos do Brasil e também do exterior. É uma alegria genuína, pacífica, sem transtornos. Tem sido assim através dos tempos. Tomara que continue.

Não é um desfile de luxo, mas a beleza e o cuidado impressionam. É lindo ver os peões montados a cavalo e as "prendas" (mulheres bonitas) com seus vestidos coloridos. É emocionante, a gente só tem olhos para o festival das tradições. O coração fica apertado. E as crianças! Avemaria, elas são um capítulo à parte! Amam desfilar vestidas à caráter: os gaúchos e as prendas, seus olhinhos brilham!!!


R e s p a l d o   L e g a l

A lei nº 4.850/1964 oficializou a Ronda Gaúcha, que passou a ser chamada de Semana Farroupilha e, em 1996, o dia 20 de setembro foi oficializado como o Dia do Gaúcho, passando a ser feriado no Rio Grande do Sul. A Semana Farroupilha vai de 14 a 20 de setembro.




HINO RIOGRANDENSE
Letra de: Francisco Pinto da Fontoura
Música de: Joaquim José Mendanha

Como a aurora precursora
Do farol da divindade,
Foi o vinte de setembro
O precursor da liberdade.

Estribilho:
Mostremos valor, constância
Nesta ímpia e injusta guerra,
Sirvam nossas façanhas
De modelo a toda terra.

Mas não basta pra ser livre
Ser forte, aguerrido e bravo;
Povo que não tem virtude,
Acaba por ser escravo.

Mostremos valor, constância
Nesta ímpia e injusta guerra,
Sirvam nossas façanhas
De modelo a toda terra.

Beijos e bom início de semana a todos.
Postar um comentário