29 dezembro, 2010

E ANO NOVO TAMBÉM!!

Olá, todo mundo!!!

2010, pra mim, foi um ano supermovimentado. Nunca imaginei. Óbvio, cada um de nós vê a passagem dos anos sob a influência do que acontece na própria vida. Alegrias; tristezas. Nascimentos; mortes. Emagrecer; engordar. E por aí vai. Para mim, são esses episódios que definem a lembrança que temos de cada ano que passou. No meu caso, já falei, foi movimentado. Super, hehe.

Agora o Ano Novo está batendo na porta. De cara limpa, do jeito que ele é. Mas, quer saber, embora a certeza de que não há mágica na virada de 31 de dezembro pra 1º de janeiro, ainda assim, acho que é possivel a gente se entregar ao entusiasmo. Vale a pena ter boa vontade e incorporar a idéia de renovação! Se vale mesmo? Deus do céu, vale sim. Sem esse estado de espírito, a vida ficaria morna, sem graça, uma chatice. É sério, de minha parte, estou confiante: ano novo, vida nova! Yess!

Que venha 2011!

Atenção, você que está aí lendo esse post!! Abrace o Ano Novo. Tenha fé e boa vontade. Divirta-se, renove-se, aproveite. Agradeça a Deus as graças recebidas, celebre a vida. Entre o ano com um sorriso no rosto e se conscientize de que nada, absolutamente nada na vida é tão urgente, nem tão sério.

\o/

Então. Vou encerrar o nosso último papo do ano em grande estilo, chiquésima, tapete vermelho. Rsrs. Trago à presença de vocês, Carlos Drummond de Andrade. Gente, ele é mesmo genial, o cara conseguiu traduzir em palavras exatamente o que estou pensando nesse momento. Clap, clap, clap! Boa Drummond!

O último dia do ano não é o último dia do tempo
O último dia do tempo não é o último dia de tudo
Recebe com simplicidade esse presente do acaso
Mereceste viver mais um ano.

Para ganhar um ano novo que mereça esse nome,
você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo novo,
eu sei que não é fácil, mas tente, experimente, consciente.
É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera desde sempre.

Feliz 2011. Beijos e vida longa a todos nós.
Postar um comentário