07 julho, 2010

O QUE ME FEZ UMA BLOGUEIRA?

Olá todo mundo!

Ganhei da amiga Denise, do Blog Tecendo Idéias, um selinho muito esperto. O Blog da Denise é um cantinho encantador, recheado de coisas boas de ler. Você não pode deixar de dar um pulinho , pra conhecer.  Obrigada, Denise! Um beijo grande.

O selinho você encontra postado na GALERIA, ao lado, na side bar. É só clicar em selinhos e pronto! 


* * *

O QUE ME FEZ UMA BLOGUEIRA?

Um blog? Eu? Ora blogs! Nunca imaginei.

Pensando bem, eu sempre tive uma quedinha pra essa vida blogueira. Gosto de ler e escrever, gosto de computador e gosto de internet, então... mas daí a ter um blog, bem aí é outra história.

Era muito grande a minha curiosidade e girava em torno de duas questões: eu queria saber como funcionava esse tal de blog e porque diabos atraia tanta gente. Tratei de observar, à distância, de bico calado. Vem cá mãe, vem aprender, é fácil. Ô mãe, tu não quer mesmo aprender? Não, não quero. (Mas é claro que eu queria, eu tava era me fazendo. Que vergonha, hehe). É que meu sexto-sentido estava ali, matraqueando na minha orelha, não vai, isso é coisa de doido, isso vicia, foge enquanto é tempo, conserva tua sanidade. Aterrissa mulher, o word é tão legal, pra quê blog?

Mas não adiantou. Eu tinha que desvendar o mistério! (Ou seria o destino me chamando?) Um dia resolvi observar bem de perto, meu filho, em plena atividade bloguística. Foi então que vi os comentários. Nossa! Me apavorei. Não mesmo, ninguém me pega, isso decididamente não é pra mim, imagine o que irão dizer dos meus textos, eu que nem sei escrever e blablabla. É muito complicado. Virei as costas e dei o fora. Não quero conversa com blogs!

E foi assim, até que minha nora resolveu aprontar. E sabe o que ela fez? Criou um blog e me deu de presente! Olhe, esse é seu espaço. Escreva o que quiser. Aproveite, aqui você pode deitar e rolar. Gente, pra mim foi uma surpresa e ao mesmo tempo um grande susto! Mas resolvi encarar, no fundo era tudo o que eu andava querendo. Sufoquei aquele ridículo sexto-sentido e me atirei. E encarei o blog com o cego entusiasmo dos inocentes, supondo que tudo não passaria de uma ligeira distração, mais ou menos como ir ao cinema. E comecei a desbravar a tenebrosa selva da blogosfera.

Meu primeiro post foi uma poesia, linda, de um poeta que adoro. Segui postando poesias, eu e meu blog, numa relação amistosa, porém carregada do respeito místico que o desconhecimento impõe. Textos de minha autoria nem pensar. Caí num dilema cruel. E isso foi me chateando, até que um dia fiquei p... da vida e tive que, literalmente, engolir uma imperiosa compulsão de quebrar o lap e largar o blog! Caracas. Que há comigo?

Pura sandice. Mas reagi, tomei coragem e postei um texto meu. E sabe o que mais? Vieram os comentários e eu A-DO-REI! E vieram as amizades e eu A-DO-REI! Agora entendo porque, afinal, as pessoas se encantam com os blogues. São interações virtuais, sim. Mas são verdadeiras e habitam um lugar real no coração da gente! E são cheias de luz. Confesso que fico sensibilizada demais com essa troca de idéias e saberes que acontece nas postagens. Assuntos diversos, todos eles interessantes. Me divirto e me emociono. Taí, me apaixonei, rsrs.

Agora sou blogueira assumida, de carteirinha. Quem me vê na vidinha real, no dia-a-dia, nem imagina que à noite, ando de blog em blog! Mas você sabe, você conhece minha alma blogueira. E isso me gratifica e seduz.

Pois é, amigas e amigos. Tudo muito bonito, mas preciso dizer uma coisa, jogo limpo, você sabe. É o seguinte: quero pedir desculpas publicamente ao meu sexto-sentido, que injuriei. Desculpa aí, cara, você está e sempre esteve com a razão. Esse negócio de blogar é mesmo arrebatador, terrivelmente viciante, uma perdição!! (Adorável, mas é uma perdição!! Rsrs).

Gente, acho que não tô batendo bem, olha só a música que anda tocando na minha cabeça: "Daqui eu não saio, daqui ninguém me tira". Pô, e você, ainda continua não gostando de blogar? Ora blogs, faça-me o favor!

Era isso. Beijos. Fui.

33 comentários:

Denise disse...

Ah! eu sabia que teríamos uma leitura recheada de riqueza - do estilo ao conteúdo!!
Tua cara mesmo Marli...fui lendo e imaginando vc andando no sentido oposto ao pc, mas com os olhinhos virados pra telinha, curiosos, atraídos para o que teu sexto sentido já previra...rs
Que bom pra nós que deixou de resistir - um viva! pra nora que deu o empurrãozinho - e está aqui, fazendo parte da vida de tanta gente. Sim, pq é exatamente como descreveu que tb sinto: "são interações virtuais, sim. Mas são verdadeiras e habitam um lugar real no coração da gente! E são cheias de luz. Confesso que fico sensibilizada demais com essa troca de idéias e saberes que acontece nas postagens. Assuntos diversos, todos eles interessantes. Me divirto e me emociono.

Obrigada pelas observações carinhosas sobre meu cantinho, e por aceitar contar pra gente tua "história bloguística"...rs. Vc é 10!
Bjo carinhoso, amiga blogueira!!

PS. Tua configuração para comentários está "aprontando"...vamos ver se vai ser ser 'anônimo'...

Bordados e Retalhos disse...

Marli vc respondeu muito bem. Reconheço-me nesse texto em vários parágrafos. Acho que agora é impossível nos afastarmos desse universo. Bjs

Fernanda Trugilho disse...

Marli minha cara...
Linda sua história de amor com este que eu acho de cantinho.
Eu, que já fiz mais de 20, finalmente me ordenei a sossegar.
Meu ultimo tinha 587 postagens 80 seguidores e durou 2 anos.
MAs nao quis mais fala tanto da minha vida pessoal como fazia.
Na verdade eu criei um blog no começo pra extravasar, mas ao longo do tempo perdemos isso por conta de pessoas que acabam vindo só pra xeretar.

enfim.
blogar é bom.
Um beijo!

Tati Pastorello disse...

Marli querida, você, como sempre, me arrebata!
li deliciada... Que jeito bom esse seu de escrever! E se já gostava da Michele antes, agora então... Descobrir que foi ela que te trouxe até nós!
Você foi uma das primeiras amigas que fiz por aqui, comentário mais do que inesquecível, como vibrei quando o recebi. Você me tirou do anonimato bloguístico e trouxe muita felicidade. É alguém que admiro e respeito. Um blog que é parada obrigatória, sei que aqui sempre encontrarei conhecimento, leveza e risadas. Um grande beijo.

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Poxa, q bacana vc ter criado coragem para expor seus textos. A gente se prende muito pelo medo da rejeição, vaidade, insegurança. E no fim vê que os fantasmas moram dentro de nós...

Blogar é excelente, pq passamos a ser PRODUTORES de conteúdo e não apenas consumidores.

E passo aqui para te desejar um feliz dia do Amor das Estrelas (Tanabata).

boa tarde

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Desculpe, acho q nem tem como vc saber de que data citei acima rs.

Então deixo o link no qual explico a data de hj. A data que celebra um amor que é do tamanho do universo

http://mauj77.blogspot.com/2010/07/o-amor-do-tamanho-do-universo-dia-de.html

bjs

MANU PINK disse...

PARABÉNS!!! PELO SELINHO VC MERECE!!!O POST FICOU MASSA!

Felina Mulher disse...

Vc mandou bem marli....eu so sei dizer o seguinte, isso aki é vício, eu ja tentei deixar de blogar várias vezes e não consigo, os dedinhos coçam, brigam entre si ate que eu não resisto e volto.


Um grande beijo.

ValériaC disse...

Marli querida, adorei sua história...blogs são maravilhosos pela riqueza de interação, amizade, aprendizagem... é um mundo imenso...que eu também adoro...
Beijos...
Valéria

welze disse...

que delícia lhe conhecer um bocadinmho mais. amei tudo que li. sabia que não seria diferente. sou sua fã.

Ana Lucia Franco disse...

Marli, pois muito bom te ler. Você escreve de modo agradável, dá gosto de compartilhar.

bjs.

Ana Lucia Franco disse...

Marli, pois muito bom te ler. Você escreve de modo agradável, dá gosto de compartilhar.

bjs.

lolipop disse...

Temos que agradecer a sua nora, sem ela perderíamos vc!
Carinhos
Ontem, quando postei sobre o Dalai Lama, pensei em vc...

Cacá disse...

Marli, o seu blog, com todoo respeito a admiração que tenho com os demais que sigo é um dos que mais gosto. Leveza, assuntos sempre interessantes, uma prosa pra lá de boa, poesia, tudo, enfim, que dá enorme prazer. Eu não saio daqui também não, ora blgs. Abraços. Paz e bem

Astrid Annabelle disse...

Marli!
Eu gosto demais de ler o que escreve.
Você faz por merecer selinhos e todas as amizades possíveis.
Parabéns.
Um beijo grande.
Astrid Annabelle

Saltapocinhas disse...

o meu blog não foi oferecido, fui eu que me enchi de coragem e comecei...
De resto, podia copiar este texto tal e qual pois é exactamente como dizes!

bjs

pensandoemfamilia disse...

Que bela história de conquista, sedução e entrega.
Realmente, é um mundo maravilhoso, diversificado, emocionante e repleto de histórias.
bjs

Ana Martins disse...

Boa noite Marli,
como a entendo, comigo passou-se mais ou menos o mesmo, quem me criou o blog, foi o meu irmão.

Gostei que partilhasse connosco estes seus receios, assim como a felicidade que hoje sente em ter tantos amigos, é lindo o que aqui vivemos.

Beijinhos,
Ana Martins
Ave Sem Asas

Silvia disse...

Marli,
adorei ler teu "depoimento" . Acho que blog é um vício do bem, pois nos faz conhecer pessoas, lugares, novas ideias e também compartilhar as nossas.
Abraço

Victor Zanata (Exilados do Paraíso) disse...

É sempre legal conhecer histórias, principalmente boas. A sua me fez lembrar porque comecei a escrever e mais, porque continuo...rs
Parabéns, muito bacana sua história e adoro a maneira que escreve.

Nilce disse...

Marli

Que presentinho, hein?
É tão bom ter vc como amiga, é tão bom poder ler seus textos próprios, que por sinal são espetaculares.
Obrigada por fazer parte do meu mundinho, nem que seja virtual.

Bjs no coração!

Nilce

Isadora disse...

Querida Marli que delícia o seu texto, a história. Tudo.
Ainda bem que sua nora te deu o presente e melhor que um dia você começou a postar textos seus, pois através deles nos divertimos, nos emocionamos.
Um grande beijo e parabéns

gorettiguerreira disse...

Passo sempre por aqui com muito carinho amiga.
Cada dia enc ontro algo a mais em seu celeiro.
Bjs de luz. Goretti.

Paula disse...

Pois é, pois é, acho que todo mundo começou mais ou menos da mesma maneira, meio tímida, meu primeiro post foi ridículo, hahaha, mas está lá, por que faz parte da minha história. Meu blog é isso: um pedaço de mim mesma, como se fosse mais um cantinho do meu quintal, que eu cuido comcarinho, rego, e tem dias que, sabe, aparece uma florzinha vinda não sei de onde e tudo está perfeito.

Beijos!!

Jeanne disse...

Marli, minha vizinha (de cidade)eu te acho uma fofa! rsrsrs...
Delícia de post, ri muito,rsrsrs...
Beijos :)

jorginho da hora disse...

Blog é a melhor coisa da net.

Mil beijos!

Cida disse...

Nossa, amiga, amei!!!...

E me identifiquei tanto, com tantas coisas que você escreveu!!

Isso aqui é mesmo uma "cachaça", não é?...rsrsrs

Hoje em dia, também me sinto uma "blogueira assumida", e não me vejo mais sem o meu blog.

Parabéns prá você, e um beijo grande no seu coração.

Cid@

Fernanda disse...

Amiga Marili!

Como eu gosto de a ler :)))
Adoro gente bem disposta, com sentido de humor, o que a si não falta.

Boa!
Também adore ser blogueira. O meu marido nem tanto :))))
Porque será???

Beijo

Na casa do rau

lis disse...

Oi Marli
Blogueira assumida, que bom! ganhamos uma escritora nata hehehe
É isso mesmo, um caso de amor com os blogs, também adoro essa interação virtual.E com o tempo vamos ficando tão íntimas, quase amigas de infância rsrs
Adoro suas escritas.
um bom final de semana e abraços

Macá disse...

Marli
Sabe que foi muito gostoso o dia que conheci seu blog. Passei a ser seguidora na mesma hora, porque adorei a sua forma de escrever, contar, me fazer rir, e quer dizer que tudo isso eu devo à sua nora? Vou agradecer a ela, mas........ também acho que se não fosse ela, um dia você tomaria coragem e chegaria até nós. O bom é que foi bem antes.
beijos

Lucinha disse...

hahahahahahahaha!!! Simplesmente, amei!!!! Sincero, original e super divertido de ler!
Parabéns! É por aí!!!
Essa insegurança bate na gente mesmo e em todos segmentos da vida né? Será que eu devo? Será que eu posso? Será que eu consigo?
Estou passando por isso neste momento por causa de um trabalho que resolvi abraçar. Chega a me dar um frio na barriga, mas, acredito que se Deus me colocou nesta situação é porque ELE confia e mim e vou seguir em frente.

Obrigada por comentar no meu blog!
Volte sempre1
Um grande beijo e fique com DEUS :)

Paulo disse...

Marli,
Que delícia de texto!!! Me senti como se estivesse em uma conversa no sofá da sua sala de estar...rsrs.
Todo mundo tem uma história de como começo com o blog, e a sua é linda e divertida...
Eu comecei escrendo coisas pra mim mesmo... Mas depois descobri que os comentários eram tão bons como escrever, assim como você descobriu. Depois vieram os amigos, e esta foi a melhor parte.
Me identifiquei muito com seu texto, e você escreve de uma forma tão gostosa de se ler, que a gente não quer que o texto termine nunca....rsrs.
Parabéns pelo post e pelo seu espaço, que é lindo!!!
Beijo.

Gabriel Dread disse...

"São interações virtuais, sim. Mas são verdadeiras e habitam um lugar real no coração da gente! E são cheias de luz."

Isso resume tudo. Por isso que "viciei" tanto em blogues.

Parabéns pelo relato, emocionante. Deu pra sentir que você escreve de coração.

Parabéns pelo excelente trabalho.

Abração
Gabriel Dread