05 dezembro, 2009

2012

Olá.
Sou fascinada pela tecnologia computacional. Tanto que só assisto filmes no meu lap-top, há muito tempo. Coloco os fones de ouvido e conquisto minha independência. Acho beleza, não atrapalho ninguém e ninguém me atrapalha e ao mesmo tempo estou tranqüila em minha casa junto com os meus. Bem, pelo menos era assim que eu pensava e para mim isso era o bastante.
Dia desses, uma jovem amiga, muito querida, convidou-me para ir com ela ao cinema assistir o filme 2012. Pensando apenas em ser agradável, aceitei o convite. E lá estávamos nós, no cinema, cada uma com um sacão de pipocas! Nem preciso dizer que adorei! Uma energia boa e gratificante me envolveu naquela tarde. Aquele ambiente, nossas conversas antes de entrar na sala... Aquela interação toda... confesso que me senti rejuvenescida! Como pude esquecer o prazer de sair com uma amiga durante tanto tempo? Não sei. Mas acho que a vida é assim mesmo. Corremos tanto pelos outros, nos envolvemos com mil coisas que acabamos nos deixando para trás, à margem de nós mesmos. Mas ainda bem que tive oportunidade de (re)descobrir a tempo que um "cineminha" em boa companhia, faz muito bem ao coração! Prometo que repetirei mais vezes esse programa. Mas não pensem que vou abandonar os filmes do lap-top. Não! Vou usufruir da telinha e da telona, que as duas valem a pena! Obrigada Cari, pelo convite e pela companhia. Tu sabes que essas palavras são verdadeiras.

O filme 2012? Muiiito bom! Os efeitos especiais são fantásticos. A história decorre de uma lógica bem estruturada. É claro que tem alguns senões, mas enfim, nada é perfeito. Em resumo, assista, você vai gostar!

Por enquanto, era isso. Até breve.
Postar um comentário