27 março, 2016

A PÁSCOA DOS CZARES - OVO DE FABERGÉ



Maria Feodorovna


O ovo fabergé, por sua perfeição e preciosidade é considerado hoje uma das peças mais sofisticadas e apreciadas da arte joalheira. Confeccionados com diamantes, rubis, platina, ouro e cristal de rocha, os ovos de Fabergé são únicos e, por serem exclusivos e caprichosamente elaborados, tornaram-se peças super valiosas, disputadas por colecionadores. 


A HISTÓRIA

Ovo de páscoa é tradição há muitos séculos. Na Rússia Czarista de mil oitocentos e pouco a Páscoa era uma data muito especial. Entre beijos e abraços havia troca de presentes, que invariavelmente eram ovos, - pintados - pois representavam a nova vida e o renascer da esperança. 

Na família real os ovos eram de ouro, prata e platina, e decorados com esmalte e pedras preciosas. Em 1884, o Czar Alexandre III querendo presentear sua esposa, Maria Feodorovna, encomendou ao joalheiro Peter Carl Fabergé, que confeccionasse uma jóia: um ovo... mas que contivesse uma surpresa no seu interior. Dito e feito. E o primeiro ovo fabricado ficou assim: abria-se como uma matrioska e revelava uma grande gema de ouro no interior; dentro da gema havia uma galinha de ouro; dentro da galinha, uma coroa de diamantes; dentro da coroa, um pingente de rubi. Beleza pura, foi um sucesso na Corte. A Czarina ficou tão encantada que fez de Fabergé o joalheiro oficial da Corte. Desde então, na Páscoa, a cada ano, o Czar encomendava um ovo para dar à Czarina. Após a morte do Imperador, seu filho - o Czar Nicolau II -, passou a encomendar a Fabergé dois ovos por ano, um para sua mãe e outro para sua esposa.

E foi assim que surgiu a tradição dos Ovos de Fabergé. 


OS DETALHES

Cada ovo é único, mede cerca de 13 cm, e levava o ano inteiro para ser confeccionado e era executado no mais absoluto sigilo. O trabalho envolvia muita gente da empresa Fabergé: os que se ocupavam do desenho original, do corte, da lapidação das pedras, da incrustação, enfim, de todas as particularidades necessárias para tornar o trabalho perfeito. Cada ovo é dotado de um pequeno e delicado mecanismo que mostra o segredo - a surpresa - no seu interior. E a surpresa vai dos temas íntimos da família até eventos notáveis do Estado Russo. 

Segundo os historiadores, de 1885 a 1917 foram confeccionadas 56 obras-primas. Até o ano de 1994, 44 exemplares de ovos fabergé foram encontrados pelo mundo. Hoje em dia, essas peças chegam a valer mais de 9 milhões de dólares.

E você, já encomendou o seu ovo fabergé?

Marli Soares Borges
Postar um comentário