28 fevereiro, 2014

TORTURA CHINESA


Eu estava muda. Ela falava alto e gesticulava... e quase gritava. Não estava gostando de nada, nem de ninguém, a começar pela recepção e administração, incluindo garçons e jardins. Ninguém e nada prestava. O cardápio era uma droga, os guardanapos eram descartáveis, de papel, onde já se viu? E enquanto anunciava que era muito viajada seguia atropelando as palavras. Como é mesmo o seu nome? Marli, eu disse. Ah, sim, o meu é Amália, prazer. Olha, Marli, digo isso porque conheço o mundo inteiro, já me hospedei em diversos resorts e esse aqui é só mais um. Sabes, Marli, sou ativista social na rede. Você sabe o que é isso? E enfatizou: a-ti-vis-ta-so-ci-al. Você não me conhece, eu faço estragos na internet! E esse resort vai sentir o meu poder, vou terminar com ele. Não se trata de dinheiro, que isso não é problema para mim, sempre ganhei e ganho muito bem, e blablablá. Bom, aí então, ela só faltou me dizer que tinha um jatinho, ali na frente, esperando suas ordens para decolar.

E não parava. Mas como, nesse resort não tem um transporte interno até a praia, só para os idosos? E não tem alimentação especial para obesos? (Aí eu, discretamente, dei uma visualizada no shape: ela era grande, em altura e em largura. Avantajadíssima). E você notou que não tem alimentação especial para crianças e que as babás só trabalham até as seis? E o spa que não funciona 24 horas, um horror. E os jardins, pra quê tanta coisa? Salão de jogos, que bobagem. Meu neto, pobrezinho, ele veio comigo, junto com minha filha e meu genro, e ele só tem dois anos e ele não está tendo o que fazer! E a sauna, o que é aquilo? E a hidromassagem? É tudo muito desnecessário, afinal as pessoas estão em férias. E repetiu, aumentando os decibéis: des-nes-ces-sá-ri-o! Olha Marli, juro por Deus, eu não sabia. É a primeira vez que venho para esses lados e estou achando tudo muito caro! Olha, com esses preços, nunca mais! Se eu soubesse que esse resort era tão caro eu não teria vindo! E nem adianta você me dizer que está adorando e que você está se divertindo e que você adora praia, que não vou acreditar. (Detalhe: eu não disse uma palavra, não consegui sequer abrir a boca). Muito chato a gente topar com figuras assim, descompassadas. Avemaria!

Incrível como são as coisas, sem mais nem menos, ela me abordou: bom dia, vai a praia hoje? (eu estava batendo fotos). Pronto caí na rede! E o preço? Esse sim, posso afirmar que foi caro demais. Ninguém merece ouvir tantos desatinos numa manhã de férias. No final das contas, eu já estava era querendo matar meu marido, que não aparecia para me salvar. "Não quis atrapalhar a conversa" ele me disse mais tarde, se matando de rir. Engraçadinho! Mas, enfim, relatei o fato.

Tem gente que não se toca mesmo e não importa a idade, a propósito, a tal senhora tem 63, dois menos que eu. Nossa, morro e não vejo tudo. E não é que no dia seguinte, avisto a mesma figura, alugando a orelha, ou melhor, torturando um dos jardineiros? Coitado. 

Em tempo: o fato é real, aconteceu na semana passada, durante nossas férias em Fortaleza, mas o nome da senhora é fictício.

- Marli Soares Borges -

27 comentários:

✿ chica disse...

Bah! Não dá pra querer! mas eu sei bem sair de fininho e digo que não posso naquela hora. Quando viajo ,Neno está sempre perto e então tenho desculpa pra fugir de chatos e chatas de plantão! HAJA SACO!!rs bjs,chica

✿ chica disse...

Essa semana uma senhora de quase 90 anos me achou no celular... Falou de todos os defuntos da família, minha, dela, etc... Eu nem lembrava mais que ela existia. E numa dessas ela vendo que eu estava falando que estava na hora do colégio,etc... consegui me escapar. Ao desligar, meu marido até riu quando eu disse pra mim mesma: -Me erra, velha!rs.. E sabe o que fiz? Bloqueei o número antes que a tal encarne em mim! Cutufum! Eu não ando com a mínima paciência! Imagino o que teria feito com essa tua chata!rs bjs

lenalima disse...

kkk pessoas assim me deixam tonta, eu sou de poucas palavras, quando me deparo com pessoas que falam demais passo mal , ainda mais se o papo é desagradável, só reclamação.
Difícil sair dessa! bj

lenalima disse...

kkk pessoas assim me deixam tonta, eu sou de poucas palavras, quando me deparo com pessoas que falam demais passo mal , ainda mais se o papo é desagradável, só reclamação.
Difícil sair dessa! bj

Beth/Lilás disse...

Cruzincredo, como diria minha mãezinha mineira!
Eu sei como é isso, também tenho imã pra atrair essa gente, não adianta, elas estão em todos os lugares. Talvez apareçam para nos testar a paciência ou para descobrir-mo-nos como pessoas mais evoluídas.
Um beijo carioca


Gina disse...

Marli,
É triste para todo mundo. Para ela, que não se dá conta da sua inconveniência e nunca está satisfeita com nada e para os ouvidos de aluguel... Triste...
Bjs.

Élys disse...

Essas coisas acontecem...Ela é uma pessoa que, certamente, sofre por não estar satisfeita com nada...
Um abraço.

Tatiana disse...

Hahaha...como eu ri com teu relato Marli, você é ótima nos descrevendo a situação!!
Ninguém merece um aluguel desses em uma manhã de férias... Pobre mulher ... Ou melhor, pobre família que lida com tal indivíduo!!
Adorei o post!
Bjks

Tatiana disse...

Kkk...me erra velha!!! Hahaha...

Roseli Pedroso disse...

Marli estou rindo até agora. Já passei por situação parecida e hoje, prefiro bancar a antipática mas corto no ato e saio fora. Deus me livre desse tipo! Affê!
Bjs

Adriana Balreira disse...

Marli
Vc esteve aqui em Fortaleza??? Mas que absurdo, nem me avisou! Agora absurdo maior foi essa dona vim te alugar. Ela então que tivesse pesquisado mais sobre o local! Imagino como deve ter sido chato ter que ficar escutando o blablabla dela! Misericórdia. E da próxima vez me avisa, assim nos conhecemos
Beijos
Adriana

Jeanne Geyer disse...

logo vi que era fato real,rsrs acontece, é um exercício de paciência pra vc. garanto que depois disto vc valorizou mais ainda as pessoas legais que estão na tua vida... bjs
estas pessoas são infelizes, frustradas e carentes, viu?

Anne Lieri disse...

KKK...Essa daí nunca tá de bem com a vida! Uma saia justa dificil de sair!...rss...fiquei com peninha de vc,Marli! Ninguém merece! bjs,

Lúcia Soares disse...

Afff...Não sei o que eu faria. Provavelmente o mesmo que você, já que ela não dava chance de retrucar...rsrs
Uma mala, é o que ela é.
Há jeitos e jeitos de reclamar e ela tinha que ir na gerência, né? Não tentar atrair atenção para si, e com deselegância, falando alto, provavelmente jogando indiretas.
Pessoa a se evitar. rs
Beijo, Marli.

Mara Lucia Bechara disse...

Você foi boa demais,eu inventaria uma diarréia e sumia para o banheiro!!Nossa Marli tem gente que tem o dom de só reclamar,e depois falam que são sós ,63 anos é jovem para os dias de hoje (em causa própria)rsrs....
Se tornam amargas e rejeitadas...
Em tempo marido deveria dormir no chão...kkk
bjjs

maristela disse...

Deus me livre. Depois de um encontro desses só tomando um bom banho de mar para descarregar as energias negativas que a dita cuja impregnou...bjs

Silvana Haddad disse...

Marli:
Com pessoas assim - chatas e desagradáveis - minha tolerância é zero.
Eu não ia suportar o mau humor da criatura e viraria as costas e deixava ela azedando sozinha, rsrsrsrs.
Nas últimas férias, aconteceu algo parecido, mas não comigo.
Uma senhora foi reclamar com a gerente, que no quarto não tinha TV.
A gerente virou pra ela e disse:
- A senhora veio aproveitar suas férias na praia ou veio aqui pra ver TV????
Bjs.:
Sil

Marly disse...

Aiaiaia, achei que eu daria uma desculpa e cairia fora, rsrs. Mas
no fundo eu sinto até pena de gente assim, essas pessoas têm problemas psicológicos.

Beijo e boa tarde, xará!

Calu B. disse...

Rsrsrsrs,..."e o cordão dos sem noção, cada vez aumenta mais"

Ninguém merece, Marli, topar com uma insatisfeita de plantão, pior é que destas há aos montes e quando pegam a gente distraída é fatal, grudam e soltam a língua.Ai meus sais!

Precisamos nos equipar com uma antena de alerta, né?

Bom feriado.Aproveite!
Bjos,
Calu

Cadinho RoCo disse...

O ser humano é complexo e não dá pra agradar uns e outros. Há sempre alguém que aparece pra saturar nossa paciência.
Cadinho RoCo

Tatiana Cavazim disse...

PELAMORDEDEUS....Como vc não matou ela?!

Ana Paula disse...

Tem gente que não sabe mesmo aproveitar o que de bom a vida oferece...
Rendeu uma deliciosa crônica!
Beijo.

Viii disse...

Huauhaua!
É cada uma que parece duas, né?
Morro de medo de gente assim...
Tenho vergonha alheia por causa de gente assim.
O pior é que essas pessoas não se contentam em guardar as revoltas apenas para si, é preciso platéia...
Oxi...
Espero que depois desse episódio você tenha sido mais feliz nas férias.

Abração

Daniel Costa disse...

Marli, julgo saber bem dessas conversas. É mesmo de nos agarramos a uma tábua de salvação.
Para podermos fugir à verdadeira seca.
Haja descanso com paz!
Beijos

Mônica disse...

Marli. Que bom te rever. Estou atarefada mas hoje dei uma passadinha pra rever os amigos.
com carinho Monica
Serve de liçao para nao ficarmos como estas pessoas. Aqui em MInas a gente diz que sao malas.

Adh2bs disse...

Prezada Marli,
Que saia justa, hem? Mas tem gente que não se contenta com nada, verdadeiras malas sem alça. Graças a Deus tenho topado pouco com gente assim e mais com pessoas antenadas ao lugar, valorizando as coisas positivas que encontra e fazendo dos dissabores (sempre há algum)um divertimento.
Boas viagens!
Adh

Anete disse...


Olá Marli!
Uma história triste e engraçada ao mesmo tempo! E como há gente assim por aí... Fujo, viu, dessa turminha!... Rsss... Que sufoco o seu! Mas que bom que rendeu um post abençoado!!

Um abraço e Bom descanso neste FERIADÃO...