27 maio, 2016

VIOLÊNCIA A GRANEL



A solução? 
A Justiça.

Um estupro coletivo, perpetrado por 30 homens. Uma barbárie. Violência real, explicita, sanguinolenta, uma selvageria que não encontro palavras para qualificar. E o que mais me assombra é que tudo está publicado na Internet e "devidamente" compartilhado. Não vi o vídeo e não verei, não multiplicarei atrocidades, não contribuirei para a banalização de um crime tão horrendo. Esses 30 criminosos precisam ser identificados, julgados e condenados à penas exemplares, penas que demonstrem e atestem à sociedade que existe um limite. Mas, lamentavelmente, o histórico brasileiro sinaliza outro caminho: o da impunidade, da tolerância com a barbárie, mormente a que é praticada contra as mulheres. (A turma do direitos humanos já deve estar de prontidão para defender os criminosos e jogar a bruxa na fogueira).

Marli Soares Borges



Postar um comentário