09 janeiro, 2016

OS MANDANTES



dante, virgilio
Dante e Virgilio diante da entrada do inferno.
Ilustração: Helder da Rocha


Não é possível que ninguém desconfie quem são os mandantes. Pense comigo: a quem interessa, neste momento, que o caos social se estabeleça? Quem é que tem sido ameaçado de ser destituído do poder mas não quer largar o osso de jeito nenhum? Pois é, mas tem retardado no facebook que não consegue enxergar o óbvio: toda vez que há uma manifestação legítima, pacífica, sem bagunça, apenas para repudiar as situações injustas que vivemos, tudo começa bem e segue numa boa, até que, ao final, aparecem os "cobras mandadas" para instaurar o caos. Coloquem isso na cabeça: nenhum cidadão normal, de bem, vai sair por aí destruindo o patrimônio da cidade, muito menos nós, os "particulares", porque somos nós que trabalhamos e sustentamos esse patrimônio. Nós é que precisamos utilizar esse patrimônio. Logo, uma destruição patrimonial seria pura burrice. A baderna só interessa aos "patrones", que não querem reconhecer nem atender o legítimo clamor do povo e muito menos preocuparem-se com explicações. Esses corruptos e corruptores não suportam a ideia de que a vida tome o rumo certo e a união do povo lhes tire a chance de continuarem a roubalheira. Cada vez que acontecem essas badernas mantidas a pão com mortadela, os mantenedores do pórtico do inferno comemoram o trabalho de seus cães.

Marli Soares Borges
Postar um comentário