29 janeiro, 2010

BLUTENBALL

Gente!

Eu estava morrendo de saudades dos origamis, fazia tempo que não postava nada. Então hoje resolvi. Esse kusudama chama-se Blutenball, de autoria de Rocky Jardes. Fiz em outubro de 2009 para a minha netinha Ísis dar de presente para a professora dela. Ficou fofíssimo.













Para a confecção utilizei 30 quadradinhos de 7,5cm de lado. Mas pode ser feito também com 6 ou 12 quadradinhos. Na verdade, se você observar bem, esse kusudama nada mais é do que um icosaedro. Os módulos são bem fáceis de dobrar, (é o nosso velho e conhecido Sonobe), só que mais sofisticado. O problema é que essa sofisticação tem um preço: os módulos precisam ser colados (grrrr) entre si para que o origami adquira a forma final. E é aí que mora o problema, pois a colagem é complicadérrima! Mas o resultado compensa, não acha? Eu adorei!!!! hehehehe, achei tri.














A propósito, você sabe o que quer dizer essa palavra japonesa, Kusudama?
Kusu = remédio     Dama= bola


É que antigamente as pessoas costumavam colocar remédios ou ervas aromáticas dentro do Kusudama e o penduravam acima da cama dos doentes. Esse cordão que a gente usa nos kusudamas também tem um simbolismo específico. Explico: imagine o kusudama como uma esfera contendo a energia da cura. Pois bem. O cordão serve para dirigir essa energia da cura para a pessoa que está deitada ou para o ambiente.

Normalmente o cordão é feito apenas com um pompom que, por seus fios, ajuda a distribuir e espalhar a energia. Hoje em dia os Kusudamas não tem fins medicinais, mas a gente pode colocar cânforas ou essências aromáticas. Fica cheiroso e bem legal. Nesse aqui eu coloquei um algodãozinho com meu perfume predileto, um cheirinho... hum!

Espero que você goste, se quiser o diagrama é só avisar.
Era isso. Fui. Beijos.
Postar um comentário