20 novembro, 2009

MORRE O PRODUTOR HERBERT RICHERS

Problemas renais vitimaram dono da principal empresa de dublagem brasileira
Morreu por volta de 1h da manhã desta sexta-feira, aos 86 anos, o produtor Herbert Richers. Ele estava internado desde o dia 8 de novembro na Clínica São Vicente, na zona sul do Rio de Janeiro, e a morte ocorreu em consequência de problemas renais. O velório acontecerá hoje, a partir das 14h, no Memorial do Carmo, no Caju. O corpo será cremado ainda nesta sexta em horário não divulgado.

Richers nasceu em 11 de março de 1923, na cidade de Araraquara, em São Paulo. O público brasileiro se acostumou a ouvir seu nome em diversos filmes e animações que tiveram a versão para o português feita pela clássica dubladora Herbert Richers. A empresa foi criada em 1950 e tornou-se referência na área de dublagem não só no Brasil mas também no mundo.

Além de dublagem, Richers também foi produtor de cinema e TV. Começou sua carreira em 1952 como operador de câmera no filme Amei um Bicheiro. Rapidamente tornou-se produtor de longas-metragens dos estúdios Atlântida. Nesta época ele produziu coisas como Sai de Baixo (1956), O Viúvo Alegre (1960), Os Cosmonautas (1962) entre vários e vários outros. Essa sua fase continuou até 1975. A Herbert Richers também passou a produzir filmes como O Assalto ao Trem Pagador (1962) e Vidas Secas (1963).

Herbert foi amigo de Walt Disney e foi o empresário americano quem apresentou seu sistema de dublagem ao brasileiro. Isso foi fundamental para a melhoria da qualidade da exibição de filmes no Brasil, já que as legendas eram praticamente ininteligíveis na época.

As informações são do R7.

FONTE: CORREIO DO POVO.com.br
Postar um comentário