15 outubro, 2012

UM RETRATO DOS TEMPOS ATUAIS

Olá turma,

Que tal dar uma lida nesta frase aqui? Pode ser que você já conheça, mas mesmo assim, vale a leitura!


"Quando você perceber que para produzir precisa obter a autorização de quem não produz nada; quando comprovar que o dinheiro flui para quem negocia não com bens, mas com favores; quando perceber que muitos ficam ricos pelo suborno e por influência, mais que pelo trabalho, e que as leis não nos protegem deles, mas, pelo contrário, são eles que estão protegidos de você; quando perceber que a corrupção é recompensada e a honestidade se converte em auto sacrifício; então poderá afirmar, sem temor de errar, que sua sociedade está condenada." 

A frase foi dita em 1920, por Ayn Rand, uma filósofa -- e profeta, acho! -- russo-americana (judia, fugitiva da revolução russa, que veio para os Estados Unidos). 

Desde muito cedo ela percebeu que o direito do indivíduo à sua própria vida e aos frutos do seu trabalho (propriedade) é um direito inalienável, que nenhum outro indivíduo, grupo, coletividade, classe ou estado pode violar. Isto não é incrível? 

Quando menina ela descobriu que o que é admirável no ser humano é a sua capacidade de ação e liderança, o seu potencial de grandeza e heroísmo -- e que uma vez que a gente descobre isso em nós, não se consegue mais aceitar migalhas! 

Bingo. Taí porque ela disse aquela frase lapidar. Bota visão nisso! 

Volto em breve.
Beijos a todos.

(fonte: foto e biografia na internet)
Postar um comentário