domingo, outubro 24, 2021

NINGUÉM MERECE PEDRA NO SAPATO



Ninguém merece pedra no sapato


- Marli Soares Borges


Temos que parar de vez com essa mania de botar água fria no entusiasmo dos outros. Temos que parar de achar graça dos sonhos das pessoas, temos que parar de menosprezar-lhes os ideais.

É muito fácil tirar o entusiasmo e a disposição dos outros. Disso o mundo está cheio, de gente brochante, que puxa para baixo, que põe pedra no sapato dos outros. Quero ver, é você encorajar, fazer as pessoas se sentirem vivas, mantê-las em pé! Isso eu quero ver! 

Qual é o problema em dizer umas palavras legais para as pessoas, encorajá-las quando estão numa maré baixa? 

Se você não sabe, o dever de encorajamento é um dos mais elevados deveres de humanidade que temos uns com os outros. Uma palavra de apreço, de ânimo e reconhecimento fortalece o coração das pessoas, e muitas vezes é apenas desse amparo que necessitamos para não desistir e continuar tocando a vida para frente. "As vezes, uma ou duas palavras amáveis são suficientes para ajudar alguém a desabrochar como uma flor." 

Ou você acha que encorajar o próximo é mera convenção social só pra sair bem na foto? Se você pensa assim, que peninha de você. Você não é ninguém: sua inteligência foi pro brejo e seu coração está deteriorado. 

Aprenda a encorajar! Faça um esforço, em vez de chá brochante, ofereça um café, uma cerveja, um vinho, uma água, sei lá! Você consegue, tenho certeza. E você vai se sentir muuuito bem!

* * * * * * * * * *

48 comentários:

  1. Boa tarde:- Concordo na íntegra com a mensagem do texto.
    .
    Um domingo feliz … Abraço.
    .
    Pensamentos e Devaneios Poéticos
    .

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde de domingo, querida amiga Marli!
    O que mais vemos são pessoas assim...
    E o pior presenciamos de braços cruzados: na dor alheia, seguimos indiferentes... ou caimos na positividade tóxica, um grande mal da pandemia...
    Não somos sinceros no doar ânimo, muitas vezes, é apenas para nos livrarmos da pessoa que está abatida por justíssimos motivos que nem sabemos e condenamos.
    Arregaçar as mangaas e cair dentro da dor do semelhante, são bem poucos, é um grande Dom divino. Não é para quem quer, mesmo estando ao alcance de todos nós tal prática só vale se for sincera, não por praxe e pelo que os outros vão dizer.
    Aceito uma tacinha pequena de vinho suave... acabei de almoçar e me cairia muito bem para dar soninho bom e leve.
    Suas crônicas são bem atuais.
    Santo Inácio de Loyola nos ensina que devemos pedir a Graça para termos ânimo e generosidade em tudo que fazemos, e os psicólogos atestam muito bem que toda dor precisa ser expurgada até o fim...
    Você, quando passa em nosso blog, não é para condenar e sim para edificar, obrigada.
    Tenha uma nova semana abençoada!
    Beiinhos com carinho de gratidão e estima

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você é sempre tão gentil nos comentários... obrigada amiga. Pois é, Rosélia, o antigo problema da empatia. Parece insolucionável, cada vez menos as pessoas conseguem colocar-se no lugar do outro e a compaixão vai diminuindo até desaparecer. Contudo, arrisco-me a dizer que o encorajamento é um DEVER que dispensa até a verdadeira empatia e independe da sinceridade, pois às vezes, o sofrimento do outro é tão grande que basta apenas dizer "vai passar", nem que seja da boca para fora. Encorajar o outro é DEVER cristão e é uma das vertentes do AMOR (em sentido lato).
      Bjs e ótima semana.

      Excluir
  3. Sim, deve de se encorajar, desde que seja feito com o coração. Isso faz-nos bem! :)
    -
    Tento esquecer de quem não me merece
    -
    Beijos e uma boa noite

    ResponderExcluir
  4. Que legal esse assunto! Bem lembrado. nasda nos custa colocar pra cima alguém! E por que não fazê-lo? Em vez disso, palavras pra baixo são ditas e jogam água fria no assado dos outros. Pena! Adorei te ler mais uma vez! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Chica
      Ás vezes as pessoas não ligam para as outras, até nem é por mal, mas por puro costume, hábito de olhar apenas para o próprio umbigo. Seria bom levantar a cabeça de vez em quando e olhar ao redor.
      Obrigada por comentar.
      Bjs

      Excluir
  5. Encorajar os outros é realmente um dever.
    Uma boa semana com muita saúde.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada, Graça, por comentar.
      Encorajar é uma das vertentes do amor.
      Bjs

      Excluir
  6. Bom dia Marli, que texto maravilhoso amiga, tem muita gente que fica feliz com o sofrimento alheio.
    Muitos não conhecem o seu próximo e nem sabe sua história, mas quando percebe que o mesmo está precisando de uma palavra amiga, em vez de ajudá-lo, sai distribuindo veneno com críticas e fofocas e destruindo ainda mais a vida daquele irmão que precisa de ajuda. Essa é a realidade da maioria das pessoas.

    Amiga, tenha uma semana de paz e benção e muito bom dia🌷
    Beijos e meu carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Fatyma, que tristeza ficar feliz com o sofrimento alheio. Custo a acreditar nisso. Essas cobrinhas que saem por aí envenenando os outros com críticas infundadas, um dia elas acabam tomando um para-te-quieto de onde menos esperam. A lei do retorno não falha.
      Bjs

      Excluir
  7. Não custa nada tentar encorajar o próximo.
    Excelente a sua crônica, Marli.
    Te desejo uma abençoada nova semana.
    Beijinhos
    Verena.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Verena, que bom que você gostou.
      Uma ótima semana pra você também.
      Bjs

      Excluir
  8. Oi Marli
    Suas crônicas sempre vibrantes ,com assuntos pertinentes e alguns que a gente não cuida muito no dia a dia. Precisamos estar mais atentos porque as palavras são essenciais para construir ou destruir. Pedras no sapato, nem pensar Marli.
    Grande abraço e vamos ser solidárias uns como os outros, todo dia.
    beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Lis, as palavras têm um poder imensurável tanto para o bem, como para o mal. É bom estarmos sempre atentos. Com palavras gentis e amorosas podemos encorajar e amenizar a tristeza de alguém.
      Obrigada pelo comentário.
      bjs

      Excluir
  9. Tem gente que tem o dom de criticar nível hard. Sem percebe a pessoa está sendo hard com ela mesma, provocando o afastamento de pessoas queridas e que somam na vida dela.
    Ser gentil abre portas, abre sorrisos, abraços e um aconchego quentinho que muitos precisam.
    Beleza!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, é verdade, Clara. Você tem toda a razão. É bem como eu disse há pouco para a Lis, as palavras têm um poder imensurável tanto para o bem, como para o mal. Essa turma que critica em nível hard, sempre acaba se dando mal. Às vezes até demora um pouco, mas a lei do retorno não falha.
      Que custa levantar o astral de alguém com palavras edificantes e amorosas? Obrigada pelo comentário e pelo elogio.
      Bjs

      Excluir
  10. Gostei muito das suas palavras Marli e concordo totalmente com elas.
    O mundo tem críticos demais, gente chata demais... o mundo precisa de incentivadores... boas palavras, fazem bem à todos.
    Beijinhos
    Valéria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hora de dar um up nas pessoas. Chega de puxação de tapete, não é?
      Obrigada pelo comentário, Valéria.
      Bjs

      Excluir
  11. Bom dia, Marli...
    Gostei demais do teu texto, sempre reflito e aprendo com o que expressas. Encorajar, vamos amar mais o próximo e estender a mão com firmeza e todo amor. Gentilezas e encorajamentos todos precisamos, dia após dia.
    Bjs

    # Respondi por lá sobre o livro “A Esposa Americana”.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom, Anete, estamos sempre aprendendo uns com os outros e nos encorajando mutuamente.
      Obrigada por comentar.
      Bjs

      Excluir
  12. Oi Marli, eu sumo volto, kkk mas não largo da blogosfera ambiente respirável ao contrário do toxico face. Continuo com meus blogs e te convido a conhecer um novo, jeannearomas. Teu texto como sempre cirúrgico, pedras nem nos sapatos nem nos rins,kkkk bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Jeanne, eu sei como é, rs. Com certeza irei lá conhecer teu novo blogue.
      Obrigada por estar aqui comentando.
      bjs

      Excluir
  13. Acho uma refleijão muito boa e interesante. Ata os animais agradezem uma palabra amabel e devolvem beijinhos por ela.
    Mas também ha persoas que so falam de enfermidades, de problemas...e causam que outras não sempre gostem de escutar sempre a mesma música, mesmo contagiam a sua atitude pesimista. Tudo tem sua medida.
    Doulhe a ração, claro está. Debemos amosar empatía e se generos@s c@s demais pessoas.
    Gostei de ler o seu texto e tereino bem em conta.
    Agradeço sua visita, asim, de surpresa!
    Um abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essas pessoas que só falam em doença e quando a gente tenta encorajar, não aceitam nada, eu simplesmente fujo delas. Cansei. São pessoas que precisam ajuda profissional.
      Obrigada pelo comentário, Beatriz!
      bjs

      Excluir
  14. Boa tarde Marli,
    Excelente a sua crónica!
    Tão importante o encorajamento.
    Não custa nada oferecer aos outros palavras de ânimo!
    Infelizmente o mundo está cheio de pessoas que só estão bem deitando o outro baixo.
    Vamos valorizar o nosso semelhante e todos seremos mais felizes!
    Beijinhos e ótima quarta feira.
    Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, Ailime.
      Que bom que você gostou, na verdade é o amar o próximo mais próximo, não é?
      Obrigada pelo comentário.
      Bjs

      Excluir
  15. Olá Marli
    Linda postagem, o encorajamento é um rico em aprendizado. A Palavra de Deus diz: "Um ao outro ajudou, e ao seu irmão disse: Esforça-te." Isaías 41:6. Bjs querida.


    ResponderExcluir
  16. Adorei as suas palavras, Marli! Mas tem muito boa gente, com esse intuito, de deixar sua subtil farpa de desânimo nos outros!... E eu às vezes, penso que vivem exclusivamente para esse momento... pois fazem-no sistematicamente, e não pelo facto, de no momento estarmos a atravessar uma fase de ânimo mais refreado!
    Há pessoas que têm o condão de ser intencionalmente tóxicas, para quem sentem que esteja mais fragilizado emocionalmente... sei do que falo, pois desde há muito, sempre tive o "privilégio" de lidar com algumas pessoas assim... não as afastei dos meus relacionamentos... aprendi a "lê-las", e no fundo, são uma lição para a vida... pois acabamos por tropeçar em mais gente assim, do que desejamos... e se em certos momentos e ambientes, podemos escolher com quem nos relacionamos, noutros ambientes não o podemos fazer... e estratégias de relativização em nos relacionarmos com pessoas assim, precisam ser treinadas...
    Eu confesso que aprendo imenso, com as "pedras" que vou encontrando no meu caminho... podemos escolher tropeçar nelas... ou contorná-las e avançar um pouco mais... gosto sempre de tirar partido do lado didático, do que de bom e menos bom, vamos apanhando pela proa... pois tudo é aprendizagem...
    Oi, Marli! Faz o maior tempão, que já queria ter passado por aqui... mas neste tempo de pandemia, ando com disponibilidade mais condicionada... desviando aqui a senhora dona mãe do caminho da virose... no momento deixando consultas, exames e vacinas dela em dia, já que se prevê por estes lados que teremos um Outono/Inverno mais arriscado para quem tenha quadros crónicos de risco, como é o caso dela, com sua insuficiência respiratória crónica!
    Mas sempre que der... cá estarei espreitando... e dando minhas opiniões... pois do que deu para apreciar de relance... tenho assunto super interessante abordado por aqui!
    Grata pela sua gentil presença, por lá no nosso canto em artandkits.blogspot.com mas a que só hoje consegui corresponder!
    Um beijinho! Desejando-lhe a continuação de uma excelente semana, com saúde para si e todos os seus!...
    Ana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Ana.
      Obrigada pelo seu comentário oportuno e adequado.
      Essas pessoas tóxicas, se deixarmos, elas são capazes de nos fazer adoecer, por isso precisamos ter muito cuidado. Principalmente naqueles casos em que não temos a opção de simplesmente virar as costas e deixá-las falando sozinhas. E não adianta tentar outro assunto, mudar o foco, elas não querem, preferem puxar o tapete dos outros. Já tive algumas delas no meu caminho, também aprendi com essas 'pedras', afinal, estamos aqui para aprender não é mesmo? Ruim seria se não tirássemos nenhuma lição dessas desditas. Volte mais vezes, Ana, temos muito a conversar.
      Bjs

      Excluir
  17. Adorei seu conselho!

    Boa semana!


    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
  18. Olá Marli!
    Excelente texto aqui nos presenteias.
    Dicas e conselhos muito interessantes. Na verdade, todos nós temos as nossas pedras no sapato.

    Continuação de boa semana!
    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Boa Tarde, Mário.
    Pedras no sapato, quem não as tem? mas vamos indo, tropeçando aqui e ali e tentando firmar nosso passo. C'est la vie.
    bjs

    ResponderExcluir
  20. Todos temos nossas pedrinhaa, já reconhecê-las ajuda a não ser tão crítico. Quem muito aponto para outro é porque não está bem resolvido e. infelizmente, há alguns assim. Elogios, como é bom. Com pequenos gestos damos um colorido a quem nos cerca. Bom texto e conselhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Norma.
      Obrigada pelo comentário, Norma. "As vezes, uma ou duas palavras amáveis são suficientes para ajudar alguém a desabrochar como uma flor." E não é?
      Bjs

      Excluir
  21. Marli,
    Tem gente especialista
    com carteirinha e tudo nesse
    assunto que VC
    brilhantemente borda.
    Adorei ler.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Catia.
      Ah, esses especialistas em puxação de tapetes! Mas a gente vai levando, chutando por escanteio, rs.
      Obrigada pelo comentário.
      Bjs

      Excluir
  22. Legal, Marli . Um "bom puxão de orelha"para os desentendidos.
    "o dever de encorajamento é um dos mais elevados deveres de humanidade que temos uns com os outros." Gostei da frase. O corre corre do dia a dia deixa as pessoas insensíveis às dificuldades do outro . Vamos nos vigiar . Abraços .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, Edite.
      Temos que lutar, "vigiar e orar" contra essa insensibilidade que você muito bem anotou.
      Obrigada pelo comentário.
      Bjs

      Excluir
  23. Marli, minha querida, mas tem muitas pessoas que só se sentem 'gente', valorizada, acabando com a virtude dos outros! Ninguém pode ser melhor ou ter 'tiradas' melhor do que ela! Isso se chama inveja e insegurança! E outras patologias mais. Odeio isso. E não deixo acontecer pra cima de mim. Mostro a ela que eu notei a sua intenção.
    Muito bom esse assunto, aliás, tá o mundo tá 'qualhadinho' de gente que faz isso.
    Bravo, amiga!
    Um bom fim de semana que está chegando.
    Beijinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Tais, infelizmente é assim mesmo como você disse, "tem muitas pessoas que só se sentem 'gente', valorizada, acabando com a virtude dos outros". Essa gente só pode ser doente e precisa de ajuda profissional urgente.
      Obrigada por comentar.
      Bjs

      Excluir
  24. Infelizmente, há muitas pessoas que pensam que estão a ajudar, deitam água fria nos sonhos dos outros, fazem com que se desista e não se seja feliz. Claro que muitas vezes as coisas não resultam, mas a decisão foi nossa e aprendemos com erros. Isso é viver.
    Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marta.
      É isso... e vamos vivendo e aprendendo com os erros.
      Bjs

      Excluir
  25. É verdade! Como existem pessoas negativas!

    ResponderExcluir

BOM VER VOCÊ POR AQUI!
Procurarei responder a todos e retribuir as visitas com a maior brevidade possível. Abraços. Marli