terça-feira, setembro 21, 2021

DOCE SOFRIMENTO


Pratique a alegria
É mais fácil sofrer do que manter a alegria


Você já notou como tem gente que adora sofrer e se lamentar? que estão sempre ligadas na sofrência?

Fico pensando, de onde teria vindo essa quedinha que temos, em maior ou menor grau, para o sofrimento. Realmente não sei, tenho apenas uma vaga ideia. Lembro que quando eu era criança, às vezes me machucava brincando e chorava, e minha vó corria e me acalentava... e eu ficava feliz. Aliás, todo mundo faz assim com as crianças, é super normal. Também cansei de ouvir "quem não chora não mama". Daí vai que chorar e sofrer virou uma saída. Tenho a impressão, - como disse, é só uma ideia, - de que essas atitudes levam alguns de nós a intuir desde cedo que sofrer sempre traz compensação.

A bem da verdade, é muito mais fácil sofrer do que manter a alegria. Para sofrer a gente nem precisa fazer esforço, o sofrimento vem ao natural. E nós mulheres, principalmente, carregamos um fardo que nos acompanha desde os tempos bíblicos. Sempre fomos encorajadas a sofrer: o sofrimento dignifica, diziam, tudo que se conquista pelo sofrimento tem mais sabor, (pura besteira...) e desfiavam um rosário de sandices na nossa cabeça, e o sofrimento grassou. E nossa saúde (física, mental e social) desmoronou, também pudera, isso acaba com qualquer um. 

Agora, o outro lado da moeda. 

Todo mundo gosta da alegria, tenho certeza. Então porque a gente não vive alegre? Sabemos por experiência própria que a alegria é um sentimento ótimo, nos encoraja e fortalece em nossas tempestades. Nos dá mais saúde, rejuvenesce e embeleza. Quando sorrimos, nosso organismo fabrica anticorpos para combater as doenças. Pura ciência, e da boa...rs. Meu Deus, porque então a gente não sorri mais? Por que a gente não escancara a boca de orelha-a-orelha todos os dias? 

Não sei, mas acho que, aquela história de que "sofrer dignifica", há muito vem contribuindo para impedir que cultivemos, (como uma plantinha), o hábito saudável de manter-nos alegres, mesmo nas adversidades. Parece que temos até vergonha de dizer que passamos uma tarde alegre no nosso trabalho. E o que dizer da culpa, quando estamos alegres no cotidiano, sem alguma razão aparente que possa justificar? 

Embora saiba que manter alegria na vida não é nada fácil, sou a favor da alegria. Sofrer por sofrer me dá nos nervos. E mania de lamentar-se, pior ainda. Acredito que a alegria está entre os ingredientes que tornam nossa vida mais agradável e, portanto, deve ser praticada e doada ao próximo, pois alegria também é uma forma de amor. Amor pela vida e pelas pessoas. 

Então proponho uma coisa.

Sei que tristezas e sofrimentos não são opcionais e que às vezes é difícil até acordar e levantar da cama de manhã. Mas uma hora vai passar. E mesmo que você esteja "até aqui" com a vida, dê um tempo para você. Pratique a alegria. Pra-ti-que. Se está triste e quiser chorar, chore, soluce, entre no buraco, faça o luto, faça o que lhe der na telha, mas depois, (eu falei depois), levante a cabeça, olhe-se no espelho e sorria. (Não, não é bobagem). Sorria mesmo. 

Dê uma espiada nesse truque para enganar o cérebro:

Olhe-se no espelho e sorria de orelha-a-orelha. Force e segure o sorriso, um pouquinho só. Conte até seis. Assim você engana seu cérebro e sem se dar conta, você ficará alegre. Repita uma vez. Até dentro do carro dá pra fazer. Tente, dá certo.

Aprendi isso há bastante tempo num livro, já nem lembro mais o nome, mas é muito legal. Claro, no início a gente custa um pouco, parece meio over, ainda mais quando a gente está no meio da tempestade. Mas vale a tentativa, é um esforço pessoal, um aprendizado, um novo olhar. E a gente consegue recuperar as forças. Não duvide. 

E sorria, pois como dizia Chaplin, a alegria é o único jeito da gente enfrentar os problemas da vida e sair ganhando! Mas não esqueça de levantar a cabeça. Aposto que você nunca viu alguém chorar de cabeça erguida não é mesmo? 

- Marli Soares Borges -

57 comentários:

  1. Gostei muito,Marli! Temos que praticar sempre e exercitar o sorriso e alegria. Precisamos dela pois quando temos algo de dor ou tristeza, chegam sem pedir... E a alegria, por isso, deve ser valorizada e ser nosso carro forte. tentemos ser muito mais feliz do que tristes. Gostei da tua técnica! beijos, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu sabia que tu irias gostar! Tente fazer, chica. Eu sempre faço e dá certo. A gente realmente se alegra.
      Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  2. Oi Marli, excelente texto!
    É um tema complexo, mas concordo que sofrimento sem motivo real é um pé no saco quando se leva aos outros essa opção.
    Alguns sofrimentos não são opcionais, ao contrário do que se pensa, mas temos que passar por estes momentos com olhar de Pollyanna, para que ele nos fortaleça quando a tempestade passar.
    Querer carregar uma tempestade o tempo todo na cabeça não nos dá o direito de achar que o mundo tem que entrar no Nosso clima.
    Enfim, "cada um sabe a dor e delícia de ser o que é", já diz a canção e gente não sabe o que cada um está passando. Mas a alegria possível é um bom remédio, quase sempre.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É eu também penso assim, Dalva, estou sempre exercitando meu olhar de poliana.
      Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  3. Bela reflexão, Marli! Gostei muito, especialmente do final. Pessoalmente, não sou muito chegado a sofrimento, não; prefiro sempre a alegria, até porque a tristeza sempre nos encontra! :) Meu abraço, amiga; boa semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso aí, Árabe, o sofrimento nos é servido de graça. Feliz em ver você aqui, sinal que correu tudo bem na cirurgia. Aleluia.
      Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  4. Faz parte de cada personalidade esse "mal". Conheço pessoas que sofrem bastantes e têm uma força enorme para lutar. Sempre com um sorriso no rosto. O riso e os sentido de humor faz bem à saúde mental. :)
    Gostei de ler! Obrigada
    .
    Sinto o outono em meu redor
    .
    Beijo, e uma excelente tarde!:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, Cidália. A direção para a qual focalizamos nosso olhar diz quase tudo na vida. Que bom que tu tenhas gostado de ler. Fico feliz.
      Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  5. Exatamente, Cidália. A direção para a qual focalizamos nosso olhar diz quase tudo na vida. Que bom que tu tenhas gostado de ler. Fico feliz.
    Obrigada pelo comentário. Bjs

    ResponderExcluir
  6. Uma boa reflexão. Há um lado da compensação na demonstração da dor, atraía atenção, recebe-se recompensas afetivas. Alguns optam por esta dependência e deixam a alegria de lado. Refletir sobre istoé importante. Existe também os masoquistas que sentem prazer com sua própria dor. Gostei da dica para enganar o cérebro. bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Norma! Essa dica é "quentíssima", funciona mesmo. É coisa física, mexe com os músculos do sorriso e o cérebro trata de mandar as ferramentas da alegria. Na verdade, o cérebro não "entende" de emoções, ele entende de estímulos. E o sorriso é um estímulo. Bjs

      Excluir
  7. Amei o seu texto, Marli
    Muito bom o truque.
    Vou tentar fazer.
    Te desejo uma boa noite e bom descanso.
    Um beijinho carinhoso pata ti.
    Verena

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Verena!
      Faça o truque, você vai var a diferença. Depois me conte. A gente nem percebe, quando vê está alegre de novo. Bjs

      Excluir
  8. O texto é interessante, uma boa reflexão. Quantas vezes não ouvi as minhas irmãs dizerem " para se ser bela tem que se sofrer"...nunca entendi porquê... Não vou negar que às vezes, escondo-me no " buraco" como diz, choro, mas amanhã é um outro dia e temos que viver os momentos felizes...Obrigada pela visita
    Beijos e abraços
    Marta

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Marta!
      Ás vezes é bom refletir um pouco sobre esse tema, afinal quem nunca sofreu, chorou, se escabelou e depois ficou alegre de novo, não é? bjs

      Excluir
  9. Adorei o texto! Já dizia o outro que rir, sorrir, é o melhor remédio!
    Obrigado pela visita e comentário no meu blog. Estarei por aqui agora. Esteja à vontade para visitar e comentar no meu blog sempre que quiser!

    Boa semana!

    O JOVEM JORNALISTA está de volta com muitos posts novos! Não deixe de conferir!

    Jovem Jornalista
    Instagram

    Até mais, Emerson Garcia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Emerson! Que bom que você gostou do meu texto. É bom ter você por aqui. Continue comentando, as interações são benéficas para todos nós. Bjs

      Excluir
  10. oi Marli
    A alegria não é uma disciplina que se aprende na escola_ é no dia a dia que vamos vivenciando motivos para se alegrar. Idem para o 'sofrer' rs que é um sentimento que os poetas gostam e se inspiram quando querem falar do amor perdido rs
    Enfim, um tema com humor e sorri aqui ao imaginar esse exercicio do espelho. Não me imagino não Marli.
    Obrigada pelo acolhimento nessa volta _ grande abraço amiga

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza, você tem toda a razão. Não aprendemos alegria na escola, mas penso que se nos entregarmos às lamentações e tristezas... pobres de nós e dos que nos rodeiam. Tem gente que é viciado em tristeza, conheço várias pessoas assim. Acho que podemos praticar a alegria e melhorar um pouco o astral. A escolha é de cada um. Tive de rir, de você nem se imaginar com o exercício no espelho, rs. Mas não é brincadeira, viu? Funciona. E tem lógica. rs Obrigada pelo comentário, Bjs

      Excluir
  11. Olá Marli! Fiquei muito feliz com a tua visita, teu comentário com tão belas palavras e, principalmente por teres te tornado seguidora do nosso simples e humilde espaço. Isso somente aumenta a minha responsabilidade de melhorar tudo aquilo que crio e escrevo. Espero que voltes mais vezes, pois será sempre um prazer renovado. Eu, particularmente, aqui voltarei, pois, além de teres um belo e importante espaço, tomei a liberdade de me tornar teu seguidor, isso até quando permitires, é claro. Quanto ao post, adorei o texto e concordo que a prioridade deve ser sempre da alegria, porém, às vezes, a causa da tristeza é bem mais forte. Concordo também que tudo tem mais valor, quando conseguido com algumas doses de sacrifício.

    Abraços e uma ótima semana para ti e para os teus,

    Furtado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário. Fiquei feliz porque você gostou do texto. Com certeza voltarei mais vezes ao teu espaço. Bjs

      Excluir
  12. Olá, Marli!
    Concordo com a essência do texto. De nada vale nos queixamos a toda a hora por este ou aquele problema. Claro que há situações, em que temos que fazer algum "ruído", no entanto, há que seguir em frente e dar a volta por cima, se for possível, com um sorriso nos lábios...

    Excelente texto de reflexão!
    Continuação de ótima semana!
    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se as lamentações resolvessem nossos problemas... Infelizmente, escolher a alegria não nos torna imune às tristezas, mas assim que passar a tempestade, podemos dar uma mãozinha para a vida, não é?
      Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  13. Boa tarde Marli,
    Um texto muito belo que adorei ler.
    O truque do sorriso já iniciei e é para ir repetindo no meu dia a dia.
    Beijinhos e noite tranquila.
    Ailime

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yesss! Você vai ver o resultado. Não esqueça de me contar. Que bom que você gostou do texto. Obrigada pelo comentário. Bjs.

      Excluir
  14. De facto, só ganhamos se cultivarmos o humor e a alegria...
    Gostei de ler o seu interessante texto, Marli.
    Ótima e linda primavera. Abraço
    ~~~

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo. Vamos dar uma mãozinha para a vida.
      Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  15. Há indivíduos com forte tendência ao "vitimismo", que tudo e qualquer coisa é motivo pra sofrer. Não valorizam o momento que passa, e perdem a oportunidade de experenciar a beleza que a vida nos oferece, apesar das dificuldades e tropeços, aflições e dores, que nada mais são que lições importantes pra nos educar, lapidar o espírito.
    Adorei o teu texto querida Marli. Sempre muito bom vir aqui refletir com tuas mensagens edificantes.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Infelizmente o vitimismo é real. Parece que algumas pessoas estão perdendo a noção e passam a vida a se lamentar. Melhor seria se aproveitassem as oportunidades para progredir espiritualmente. Que bom que gostaste do meu texto. Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  16. Olá, Marli, lendo esta sua bela crônica pensei um pouco na teoria de Freud e outro tanto os artigos de Bertrand Russel falando sobre as coisas importantes para se ter uma boa vida. Também não gosto do sofrimento e também não gosto de queixas, pois tendem a levar-nos para baixo. Por isso, sempre que possível um sorriso deixará a vida mais leve.
    Um excelente final de semana, com saúde e paz.
    Um fraterno abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Pedro, a leveza é fundamental, desde que sustentável, rs. Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  17. Mas que bela crônica, amiga! Tudo que escreveu cai tão certinho, e quando você fala sobre o sofrimento:

    "Lembro que quando eu era criança, às vezes me machucava brincando e chorava, e minha vó corria e me acalentava... e eu ficava feliz."

    Pura verdade, o sofrimento dá uma recompensa, um dengue a mais.
    Que tema fantástico para crônica, e você trilhou por caminhos muito interessantes!! A gente não pensa muito nisso, na recompensa dos carinhos e das atenções.
    Adorei te ler!! Aplausos!
    Uma ótima quinta feira, alegrinha!!! rss
    Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que você tenha gostado, Taís. Agradeço o elogio, vindo de você, uma excelente cronista, me faz um bemmmmm. Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  18. olá Marli, que bela crônica! Tem muitas pessoas que gostam de ser vitima, parecem que perderam a noção. Enquanto tem outros que tem uma vida sofrida e trabalha arduo, mas tem uma alegria contagiante.
    estão sempre felizes e sorridentes.

    Beijinhos e uma boa noite!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, Fatyma, que bom que você gostou! É verdade, esses vitimistas tiram a gente do sério, rs. Acho que no final das contas, é tudo uma questão de modo de encarar a vida. Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  19. Olá Marli,
    Antes de mais obrigada pela sua simpatia lá no meu blog ^-^
    Este seu texto está fenomenal, diz tantas verdades que nós pensamos mas que, por preguiça, não as queremos admitir.
    Temos de sorrir mais, de levar a vida de um modo mais leve. Vou fazer a sua sugestão do sorriso no espelho e se não der até seis, conto até doze, se for preciso :)
    Fique bem. Votos de um dia feliz.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, Isamar, faça o teste, depois me conte. Que bom ver você por aqui. Volte sempre! Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  20. Excelente reflexão. Há realmente uma grande tendência para passarmos mais tempo tristes e desolados, do que felizes e a sorrir. Um velho ditado diz: "tristezas não pagam dividas", vamos lá fazer o teste e aprender a sorrir mais vezes.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E vamos que vamos! "Tristezas não pagam dividas" (ah, minha amiga, lembrei do meu pai, ele vivia dizendo isso e até fez uma música com essas palavras). Boa lembrança. Faça o teste e depois me conte, ok?
      Bjs

      Excluir
  21. Oi Marli. Que ótimo texto. Ajuda a refletir. Tem gente que faz tempestade em copo d'água . Tudo é lástima,sofrimento. Mas TB tem ocasiões que não dá pra fingir que está tudo bem. Eu sou transparente. E se alguma coisa não vai bem, meu semblante mostra. Mas TB conheço pessoas que devem aplicar essa sua técnica. Estão passando as maiores dificuldades, problemas até a raiz do cabelo,mas não perdem a pose. Estão sempre sorrindo. Passam a imagem de que nada as abala. Será que agir assim faz bem? Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que você gostou da reflexão! Mas não se engane: a "técnica" que falei no post não é para fazer a pessoa viver sempre sorridente, até porque isso não existe, somos humanos e temos vários tipos de emoções. Como falei nos post, a "técnica" é usada DEPOIS que passa a tristeza, para dar uma ajuda na alegria. Essas pessoas que apesar das dificuldades, "não perdem a pose", devem ter descoberto o elixir-da-alegria-eterna,rs, e isso é outro assunto. Você tem toda a razão, enganar a si próprio não faz bem a ninguém. Obrigada pelo comentário. Bjs

      Excluir
  22. Subscrevo o seu magnífico texto.

    A propósito disso, escrevi um poem em tempos, onde dizia:

    "E eu já não sei
    se és a agonia amordaçada
    pelo tirano calar do prazer,
    se a alegria de asceta disfarçada
    na luxúria do prazer desse calar."


    Bom fim de semana, querida amiga Marli.
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário, Jaime.
      Bonito seu poema.
      Bjs

      Excluir
  23. A alegria é um aprendizado e o teu texto superbom, Marli. O melhor é aprender a estar contente em toda e qualquer circunstância, com Deus isso é possível. O treino é essencial, a tua dica é verdadeira, pois pratico a mesma e outras mais, funcionam! Rsss...
    Bom fdsemana... Meu abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bacana, Anete! você também conhece essa técnica. A gente precisa se esforçar para abrir as portas da alegria em nossos corações. E um pequeno treino, sempre vem bem, não é?
      Bjs

      Excluir
  24. Olá Marlí, totalmente de acordo coa exposição do tema e que, é algo que nos afecta a tudos.
    A vezes ata nos sentimos culpabeis de ser felizes, diante dos e das que se queijam sempre. Eu decifí por distanzia com persoas negativas.
    Bailar é uma boa maneira de alegrarnos e cargar as pilas quando estamos low.
    Uma entrada para reflectir.
    Abraço e muito sorriso e mesmo risa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Beatriz! Eu também procuro distância dessas pessoa que estão constantemente infelizes e vivem se lamentando.
      Obrigada pelo comentário.
      Bjs

      Excluir
  25. Olá, Marli!
    Passando por aqui, relendo este excelente texto, com o qual me identifico. E desejar um feliz fim de semana com tudo de bom
    Beijinhos!

    Mário Margaride

    http://poesiaaquiesta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  26. Oi querida Marli Soares Borges simplesmente lindo o texto ,amei ler .gostei muito do seu blogger !
    Meu carinho e gratidão tenha um feliz fim de semana 🙏
    Bjinhos 💖🙏 🌷

    ResponderExcluir
  27. Boa noite, Marli.

    Parabéns pela reflexão, bem como da técnica 👏👏👏👏👏

    Feliz final de semana junto aos seus familiares 😘🙏

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obriga, Ivaneide!
      Fico feliz que você tenha gostado.
      Bjs

      Excluir
  28. É. Temos queda ao drama, ao sofrer até adiantado. Acho que tudo passa pelo equilíbrio, pelo amor próprio, pela resignação. Ser mais otimista principalmente. Eu tento não dar muita bola para as coisas, deixo serem mais o que são, mas confesso que de vez em quando, enfraquece sim.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Afinal, somos humanos, não é? Pagamos tributo à nossa humanidade, rs.
      Bjs

      Excluir
  29. Boa noite de sábado, querida amiga Marli!
    A própria vida nos faz sermos teimosas e insiste em nos tornar Poliana, por sorte nossa.
    Um post de fé na vida.
    Vamos crer que tudo vai ficar bem fé e esperança sempre.
    Tenha um domingo abençoado e perfumado!
    Beijinhos com carinho de gratidão

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por estar aqui comentando, Rosélia!
      A fé é uma alimento básico para nos manter "funcionando".
      Bjs e ótimo finalzinho de domingo.

      Excluir

Obrigada pelos comentários. Procurarei responder a todos e retribuir as visitas com a maior brevidade possível.
Abraços.
Marli